61 anos

quando faço contas ao meu pai conto-lhe: 1 casamento com 4 alianças, 2 filhas, 4 netos, 1 profissão, 7 ofícios, 100 hobbies, 3 países morados, 3 continentes visitados, 1 número incontável de ferramentas e gadgets, e slides de outros tempos. não lhe conto cigarros, nem álcool etílico, mas conto-lhe 1 comprimido, todos os dias, para uma hiper duma tensão, que não lhe controla a impulsividade que também lhe conto. uma impulsividade boa que lhe corre no sangue desde 47, que se acentuou em 71 quando perdeu parte de si, que o fez reconstruir-se em 75, refazer-se em 97, regressar em 07. já foi mais meu e menos meu. é meu.

3 comments


  • Anónimo

    Lara,</>Também eu aqui gostaria de deixar, para que lhe possas transmitir, os meus Parabéns.</>Desejo ainda que contes, a perder de conta, o comprimido diário.</>Pelo meu marido e pelos meus filhos, coisas boas e muitas, sobre ele tenho ouvido contar.</>Patrocínia (mãe da Rita e do Nuno)


  • Anónimo

    A emoção toma conta de mim quando leio algo que escreves sobre Ele. O teu pai é teu mas também é um bocadinho “meu” porque fez-me viver alguns dos melhores anos da minha vida. Parabéns por mais um ano de vida. Que Deus te possa dar muitos mais com vida e saúde. Bjocas daquela respingona mas que continua com um coração grande. Saudade Rita


  • sininho

    obrigada mãe e filha :)</>ele vai gostar dos vossos parabéns.


Leave a comment


Please note, comments must be approved before they are published


Do you want to customize a product with this amazing doodles?

Customize