ais

hoje tenho um relógio parado no estômago, uma pedra imperfeita no peito, um aperto constritor na garganta, um rasto preto dos olhos até ao queixo. martela-me a vida mas não morro de amor.

6 comments


  • K

    Um beijo pra ti, Mana… do tamanho do mundo!


  • sininho

    :((


  • Vespinha

    Então? :(


  • Juro

    … já somos duas…


  • rita

    põe o relógio a funcionar, a pedra torna-a perfeita, liberta-te desse aperto na garganta e pinta esses lábios de encarnado que sobre essa boca bonita e vive a vida e não te deixes morrer de amor…nunca. o acabar não nos pertence, querida. bjos


Leave a comment


Please note, comments must be approved before they are published


Do you want to customize a product with this amazing doodles?

Customize