lá terá que ser

hoje vou ver bailarinas de «ventre-que-abana» à mostra, o que deve ser uma verdadeira banhada. mas é um esforço necessário para que se cale a voz que atormenta e obriga a semelhante missão. provavelmente nem calarei voz nenhuma, antes alimentarei novas incursões e crescentes antipatias.
por outro lado, se calhar o melhor é aproveitar e ver as ditas meninas que chocalham antes que seja tarde demais. ora se o lançamento de anões, dwarf tossing, lancer de nains, tem sido banido e considerado ilegal em diversos países por violar a dignidade da condição humana, o que dizer de raparigas que ondulam o quadril, o abdominal e o torso de forma descompassada, contrariando o movimento natural do corpo humano?

vejamos ainda as semelhanças dos protagonistas das duas «práticas»:
1. os anões recebem dinheiro, as bailarinas também
2. os anões usam um fato próprio, as bailarinas também
3. os anões animam bares, as bailarinas também

mas repare-se na versatilidade dos anões:
1. os anões podem ser arremessados para cima de colchões, ou contra paredes de velcro, as bailarinas só dançam
2. os anões agarram-se por uma tiras e fazem-se desaparecer, as bailarinas há que «gramar» com elas até lhes apetecer

Leave a comment


Please note, comments must be approved before they are published


Do you want to customize a product with this amazing doodles?

Customize