também eu

a rapariga que roubava livros
- última linha
odiei as palavras e
amei-as, e espero tê-las aprendido correctamente.

lá fora o mundo assobiava. a chuva caía tingida.
a rapariga que roubava livros . markus zusak

7 comments


  • P.T.

    Não consigo odiar as palavras nem pela sua insuficiência em expressar-nos. Resta-me amá-las pelo que, ainda assim, expressam.


  • sininho

    é nessas alturas que nos devíamos juntar ao mundo, lá fora, e assobiar…


  • X

    Eu odeio certas atitudes, mas gosto delas. Esclarecem, separam as águas, revelam as pessoas no seu pior. Não se devem estas condenar, antes compreender, há diferentes formas e escapes para resistir às frustrações. Nenhuma é melhor mas algumas são francamente feias.


  • sininho

    não sei o que dizer sobre o incomparável.


  • X

    De facto perante isso tudo deixa de ser importante, não consigo conceber a dor. Respeito mas nos intervalos dos momentos duros e das lembranças amargas, tem de haver espaço para estas divagações senão viver torna-se insuportável.


Leave a comment


Please note, comments must be approved before they are published


Do you want to customize a product with this amazing doodles?

Customize